Algarve

Malas prontas, roteiro incrível e a mente imaginando mil coisas a fazer e conhecer.

Sabe aquela viagem que você programa e ela vai além do esperado?

Algarve foi assim! Um destino encantador e que nos fascinou.

A começar pelo carisma dos portugueses e pela hospitalidade. Nunca imaginei que Portugal foi tão bom. Se eu soubesse antes, certamente, teria colocado no meu caderno de desejos mais cedo.

Bem, nossa viagem foi no inverno, viajar para praia no inverno não é muito agradável, mas foi!

Desembarcamos no aeroporto de Sevilla (que farei outro post) e de lá seguimos de carro.

A estrada foi bem tranquila, muitos pedágios, mas bem navegável pelo GPS.

O carro foi alugado no aeroporto de Sevilla pela Europcar (não tivemos nenhum problema). Para quem está acostumado a viajar para América, estranha um pouco. Lá você precisa alugar o GPS, e não havia nenhum disponível, então compramos um chip Vodafone (acho que por 20 euros, porque eu queria muita net) e do celular compartilhamos a internet para os outros aparelhos.

Quando compramos o chip Orange, eles garantiram que funcionaria em Portugal, mas não conseguimos realizar essa proeza e em Portugal compramos outro chip de outra operadora (Vodafone) mais ou menos pelo mesmo valor.

A internet realmente é de boa qualidade e compartilhamos muitas vezes.

Chegamos em Algarve e ficamos em 2 ou três hotéis porque fomos passeando pelas cidades.

No mapa parece pequeno mas andamos muito de carro.

A primeira cidade que passamos foi Tavira, bem pequena, só paramos em um mirante e na igreja.

De lá seguimos para Lagos. As ruazinhas são como labirintos e, se não souber andar acaba se perdendo mesmo.

Muita dificuldade para estacionar o carro. Em Lagos tem um estacionamento público para deixar o veículo e nem todos os hotéis têm estacionamento. Deixar na rua é caríssimo e, se deixar de pagar a multa é bem salgada. No primeiro dia deixamos o carro para levar as malas ladeira acima, quando voltamos havia uma notificação, tivemos que ir à prefeitura resolver. Então, não marque bobeira.

No verão as lojas e restaurantes ficam abertos até de madrugada, mas no inverno tudo fecha bem cedo.

Essas ladeirinhas são tão interessantes que muitos moradores são antigos e mantêm o costume, a tradição. Muitas senhoras estendem as roupas no varal na frente da casa. E muitas ruas o carro nem passa de tão estreitas que são.

Ficamos 2 ou 3 dias e não foi suficiente para desfrutar tudo. Tem muito lugarzinho bom pra visitar.

Essas são as grutas na Ponta da Piedade, lindaaaaas! No verão dá pra brincar de stand up, mergulhar, sair de caiaque ou barco, mas no inverno nem pensar.

A cor da água é incrível e parece ser bem gelada.

Os passeios de bicicleta devem ser muito interessantes, mas acabamos não fazendo.

Um dos resorts que ficamos foi o Quinta do Martinhal Family Resort. Feito especialmente para família, com toda regalia e atendimento que você possa imaginar.

O que achamos muito bem em Portugal é que você paga e tem o serviço, ao contrário de muitas cidades feitas para o turista, onde você tem a sensação de ser enganado.

As refeições não são baratas, muitas vezes usamos o mercado e a cozinhas de onde ficamos , viajar com crianças ou adolescentes é bem diferente do que só em casal. Mais gasto, mais cansaço, mais atenção, mais stress.

Uma das praias que mais amei foi a Praia de Benagil na região do Carvoeiro.

A água é tão clara que mesmo num frio de 11 graus eu não resisti e dei um gélido mergulho.

As rochas são um espetáculo a parte.

Encantada com a beleza dessa região. O verão deve ser incrível e bem lotado.

Saindo de Lagos demos uma passada em Sagres no resort da Martinhal, mas não ficamos, apenas conhecemos o paraíso.

As praias são realmente encantadoras. A educação é indescritível e o local é seguro.

Albufeira não foi nosso dormitório mas, com certeza, quero voltar no verão e ver as ruas fervendo de gente e som. Uma das ruas, que não guardei o nome é bem “americanizada” meio fake mas deve super funcionar a noite e deve ser uma delícia bebericar algo e dar uma passeada por lá.

Nesse mirante pegamos um trenzinho para passear pela cidade, não curtimos, já havíamos feito todo o trajeto e não era nada animador.

Essa escada rolante fica ao ar livre e você desce no nível do mar. Elas foram construídas para facilitar o acesso à praia devido as ladeiras. No verão Albufeira chega a receber 400 mil turistas, aff!

Além da natureza deslumbrante, das andanças de carro, paramos também em alguns outlets, vou dizer os que gostamos. Embora tudo seja em euro e a moeda está bem cara no momento, muitas coisas ficam mais baratas do que aqui no Brasil, mas não se compara aos Estados Unidos.

Forum Algarve em Faro

Tem bom preço mas é preciso garimpar bem, as promoções valem a pena. O lugar é agradável e a praça de alimentação é boa.

Mar Shopping

Esse foi um dos que achamos mais quinquilharias fofinhas na área interna e na área externa os tênis tinham um bom preço.

O mais recente outlet do país e o maior da região sul, com 110 lojas numa área de 17 mil metros quadrados. Está situado em Almancil, Loulé, inserido no MAR Shopping Algarve.

Nosso intuito não era fazer compras mas visitamos esses dois lugares e encontramos promoções bem interessantes.

o que dizer de Algarve?

Uma das regiões mais lindas que já conheci. Fiquei encantanda com os portugueses e com o sotaque, que delícia falar o português de Portugal.

Tudo funciona muito bem.

Ah! Na hora do mercado não esqueça sua ecobag, aqui não é costume para muitos mas por lá não se usa outra coisa e é bem vergonhoso comprar uma sacolinha de plástico para carregar as compras.

Muitos cliques, muitos risos, muita bagagem na alma.

Recomendo a todos.

beijinhos e até o próximo destino.

Deixe uma resposta